Início » Trump pede para cancelar encomenda do novo 747 Air Force One

Trump pede para cancelar encomenda do novo 747 Air Force One

0
Shares
Pinterest Google+

Donald Trump afirma que os custos para desenvolvimento do novo Air Force One estão “fora do controle”

O presidente-eleito Donald Trump, questionou nesta terça-feira (06), o programa de desenvolvimento para o novo avião presidencial, um Boeing 747 mais conhecido como Air Force One.

De acordo com a sua publicação na rede social Twitter, Trump afirma que o novo Air Force One que vai ser construído pela Boeing, avaliado em US$ 4 bilhões de dólares, tem os custos “fora do controle” e pede o cancelamento do pedido, chegando a afirmar que acha ridículo os valores.

“A Boeing está construindo um novo Air Force One 747 para os futuros presidentes, mas os custos estão fora de controle, mais de US$ 4 bilhões. Cancela a encomenda!”, disse Donald Trump no seu Twitter.

Em janeiro de 2015, a Força Aérea dos EUA  anunciou que o Boeing 747-8 havia sido selecionado como plataforma de substituição do atual Air Force One, uma variante militar do modelo 747-200.

Veja também: Boeing vence contrato para produção do novo Air Force One

Na altura Deborah Lee James, secretária da Força Aérea, disse que a aeronave presidencial é um dos símbolos mais visíveis dos Estados Unidos da América e do escritório do presidente dos Estados Unidos, acrescentando que o programa Air Force One irá usar tecnologias comprovadas e equipamentos certificados comercialmente para manter o programa acessível, permitindo um maior conforto, além de medidas de segurança passivas e ativas.

Em comunicado, a Boeing informou que atualmente trabalha sob um contrato de US$ 170 milhões de dólares para determinar as capacidades desses complexos aviões militares que atendem às necessidades exclusivas do Presidente dos Estados Unidos.

“Estamos ansiosos para trabalhar com a Força Aérea dos EUA nas fases subsequentes do programa, o que nos permite oferecer melhores aviões para o Presidente, bem como, o menor custo para o contribuinte americano”, disse a Boeing em comunicado.

Com o comentário de Donald Trump, as ações nas Bolsas de Valores cairam 1%.