Início » Trump critica custos do programa F-35 no Twitter

Trump critica custos do programa F-35 no Twitter

0
Shares
Pinterest Google+

Tweet do futuro presidente dos EUA fez as ações da Lockheed Martin caírem 3%

Depois de dizer que os custos do novo avião presidencial ‘Air Force One’ está “fora do controle”, o recém eleito-presidente dos Estados Unidos Donald Trump não para de criticar os programas da Força Aérea dos EUA.

Durante a sua campanha eleitoral, Trump já havia criticado o programa F-35, e hoje (12), cinco semanas antes de assumir o cargo de presidente dos EUA, com um tweet, Donald Trump afundou as ações da Lockheed em mais de 3%.

“O programa F-35 e os custos estão fora do controle. Depois de 20 de janeiro, bilhões de dólares pode e será salvo em compras militares (e outras)”, publicou o recém eleito-presidente dos EUA, Donald Trump na sua conta do Twitter.

Na sequência do tweet de Trump, o vice-presidente executivo e gerente geral do programa F-35, Jeff Babione, disse: “Nós damos boas-vindas à oportunidade de endereçar todas as perguntas que o presidente eleito tem sobre o programa”.

Durante a cerimônia de entrega do F-35 realizada hoje (12) na Base Aérea de Nevatim, em Be’er Sheva, em Israel, o executivo acrescentou que os custos não estão apenas na aquisição, e reconhece que grande parte dos custos estão nas operações e manutenções da aeronave após à sua entrega.

Esta é a segunda vez em menos de uma semana que Trump se bate contra o programa F-35. No domingo (11) durante uma entrevista a rede televisiva Fox News, o recém eleito-presidente também chamou o programa “fora do controle”.

Na semana passada, também atacou a Boeing depois de pedir para cancelar o programa do novo avião presidencial 747 apelidado de Air Force One.